Fazenda: retorno de Mantega não tem a ver com crise

A assessoria de imprensa do Ministério da Fazenda informou hoje que o retorno antecipado do ministro Guido Mantega das férias não tem relação com o agravamento das turbulências no mercado internacional. Segundo a assessoria, o ministro voltou das férias antes da data prevista (21 de janeiro) para se preparar para o balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e para a reunião ministerial - previstos para a próxima semana - e dar continuidade às negociações sobre cortes de despesas previstas no Orçamento da União deste ano.Hoje pela manhã, em conversa com jornalistas ao chegar ao ministério, em Brasília, Mantega disse que vai compensar no carnaval, no início do mês que vem, os dias que não ficou de férias. À primeira pergunta sobre o motivo da antecipação da volta ao trabalho, Mantega respondeu brincando aos jornalistas: "Não agüentei de saudade de vocês".Mantega admitiu, porém, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinou que a equipe econômica ficasse "bastante vigilante" aos movimentos da economia internacional para, se for necessário, tomar medidas. Mantega assegurou que, por enquanto, não há necessidade de o governo tomar atitudes para enfrentar a crise nos mercados internacionais, agravada ontem com dados negativos sobre as vendas no varejo e inflação nos EUA, além de prejuízos no setor financeiro americano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.