Fazenda se encontra com representantes de fundos de pensão

O secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Bernard Appy, recebeu nesta quarta-feira os presidentes dos três fundos de pensão vinculados a empresas estatais: Sérgio Rosas, da Previ (ligada ao Banco do Brasil); Guilherme Lacerda, da Funcef (Caixa Econômica Federal) e Wagner Pinheiro, da Petros (Petrobras). Ao chegar ao Ministério, Sérgio Rosa não quis adiantar a pauta da reunião. Questionado sobre a criação de um fundo de infra-estrutura, que será anunciado na próxima quinta-feira, pelo governo, Sérgio Rosa disse apenas que a Previ deverá entrar com 60 milhões. O fundo de infra-estrutura InfraBrasil será usado para investimentos em projetos de infra-estrutura e terá um caixa de R$ 600 milhões, sendo que os principais investidores são os fundos de pensão Previ, Petros e Funcef. O presidente da Funcef, Guilherme Lacerda, disse ao chegar ao Ministério para a reunião, que se tratava apenas de uma visita institucional dos fundos ao ministro Mantega. Mas o ministro não participou da reunião, por motivo de agenda no Palácio do Planalto. Os representantes dos fundos deixaram o Ministério da Fazenda pela garagem, evitando contato com a imprensa. A reunião durou cerca de uma hora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.