FCESP prevê prazos menores para o crédito

Em março, os prazos de financiamento do crediário devem ser reduzidos e o valor médio das parcelas pode subir em razão da elevação da taxa de juros básicas da economia (Selic). A medida levará, como conseqüência, ao aumento dos índices de inadimplência, o que vai provocar ajustes na demanda e na oferta de crédito. As conclusões são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista (PCCV), realizada mensalmente pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (FCESP).O estudo avalia também que o aumento da taxa de juros poderá trazer de volta o pessimismo dos agentes econômicos, já que os indicadores macroeconômicos exercem forte influência sobre o comportamento no varejo. Resultados positivos em fevereiroIsso reverte a tendência verificada em fevereiro, quando os resultados do comércio varejista da região metropolitana de São Paulo tinham sido animadores na comparação com janeiro, como revelou a mesma pesquisa. Naquele período, todos os segmentos apresentaram crescimento nas receitas e no volume de vendas, com exceção do grupo dos bens não duráveis, como alimentos e bebidas, e materiais de construção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.