FEA apura queda no índice de intenção de compra em SP

A previsão do índice de intenção de compra da população de São Paulo caiu para 46% no segundo trimestre deste ano, em comparação com o indicativo de 65% apurado em igual período do ano passado. Em relação ao primeiro trimestre do ano, houve uma ligeira redução do índice, que era de 44%. Os dados pertencem ao levantamento do Programa de Administração do Varejo da Fundação Instituto de Administração (FEA-USP).Entre os produtos pesquisados, o segmento que apresenta maior índice de intenção de compra é o da linha branca, com 13,2%. Na seqüência, surge o segmento de cama, mesa e banho, com 11,5%, seguido por móveis, com 10,5%.A intenção de gasto dos consumidores também apresentou ligeira queda. A maior variação ocorreu com o segmento de material de construção que, na comparação com o segundo trimestre de 2003, registrou redução de 69,8%. Em seguida, aparecem o ramo de cama, mesa e banho, com -65,7%, e o de foto e ótica, com -62,8%.Na comparação com o primeiro trimestre, a maioria dos segmentos demonstra elevação na intenção de gasto. A maior alta acontece em automóveis, setor em que os consumidores estão dispostos a gastar 20% mais. Em eletrônicos, a disposição para gastar é 16,6% maior. Com relação à linha branca, no entanto, o desembolso tende a ser 10,2% menor.A pesquisa é realizada na cidade de São Paulo, com 480 consumidores, de ambos os sexos, pertencentes às classes econômicas de A a D.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.