Febraban: contas simplificadas cresceram 12,2% em 2007

O crescimento das chamadas contas simplificadas, destinadas à população de baixa renda e que não exigem movimentações superiores a R$ 1.000, foi de 12,2% no ano passado em relação a 2006, segundo a pesquisa "O setor bancário em números", da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). O número supera a abertura de contas correntes em geral, que no período cresceu 9,3%.De acordo com a Febraban, o número de correspondentes não-bancários registrou no ano passado um incremento de 15,5% sobre o montante de 2006, para 84,3 mil unidades. Os correspondentes não-bancários são unidades onde os clientes podem realizar diversos pagamentos, como de água, luz, telefone, cobrança bancária e impostos municipais, estaduais e federais, além de saques com cartão.A pesquisa destaca ainda o crescimento no ano passado de 9,2% dos usuários de internet banking. Em 2006, os clientes do serviço somavam 27,3 milhões, número que saltou para 29,8 milhões em 2007. Segundo a Febraban, desse total, 25,3 milhões são pessoas físicas e os outros 4,5 milhões são pessoas jurídicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.