Febraban: total de contas bancárias sobe 19% em 2009

O total de contas correntes e de poupança no Brasil chegou a 134 milhões em 2009, uma expansão de 19%, segundo dados divulgados hoje pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban). No ano passado, foram feitas 47,6 bilhões de transações nos bancos. Os terminais de autoatendimento responderam por um terço dessas operações.

NATALIA GÓMEZ, Agencia Estado

27 de maio de 2010 | 15h44

As transações pela internet também tiveram participação relevante, de 20%. As operações feitas nas agências responderam por apenas 9%. Os correspondentes bancários ficaram com 6%.

De acordo com a Febraban, o número de clientes de internet banking passou de 32 milhões em 2008 para 35 milhões em 2009. Já o volume de transferências eletrônicas diretas (TEDs) aumentou 10%, para 74 milhões. O valor médio de cada TED passou de R$ 115 mil para R$ 103 mil.

Gastos em TI

Os investimentos dos bancos em tecnologia somaram R$ 19,4 bilhões em 2009, segundo os dados da Febraban. Os gastos representam expansão de 6% em relação a 2009. O ritmo de crescimento dos gastos dos bancos em tecnologia da informação (TI), no entanto, caiu no ano passado. No ano anterior, a expansão havia sido de 11%, para investimentos totais de R$ 18,3 bilhões.

Segundo a Febraban, os investimentos dos bancos em tecnologia incluem a compra de hardware, software e modernização de infraestrutura de TI. No ano passado, a rede de atendimento dos bancos continuou se expandindo. O total de agências bancárias e postos de atendimento cresceu 4% e chegou a 32 mil unidades em todo o Brasil. Do total, 20 mil são agências e 12 mil são postos.

O total de correspondentes bancários, presentes em locais como farmácias, padarias e pequenos comércios, cresceu 38% e chegou a 150 mil unidades no Brasil. Já o número de caixas eletrônicos (ATMs) passou de 170 mil em 2008 para 173 mil em 2009.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.