Fecombustíveis condena aumento acima do previsto em postos

A Federação Nacional dos Revendedores de Combustíveis (Fecombustíveis) rechaçou hoje a decisão isolada de postos que repassaram para os preços da gasolina e do diesel reajustes acima dos R$ 0,03 e R$ 0,06 previstos a partir da alta anunciada pela Petrobras ontem. O presidente da Federação, Luiz Gil Siuffo, disse que não vê motivos para que este índice de reajuste seja maior. Em alguns postos pesquisados hoje no Rio de Janeiro, o reajuste chegou a até R$ 0,10.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.