Fecomercio aponta deflação de 0,27% na rede varejista de SP

Os preços cobrados pela rede varejista do Estado de São Paulo caíram, em média, 0,27% em abril, segundo constatou a tomada de preços realizada pela Federação do Comércio do Estado (Fecomercio) para o cálculo do Índice de Preços ao Varejo (IPV). Em março, os preços haviam subido 0,72%. Segundo a pesquisa, a deflação de abril foi provocada, especialmente, pelo resultado do grupo semiduráveis ? calçados e vestuário ?, com queda de 2,67%.A queda dos semiduráveis contrabalançou, segundo os técnicos da Fecomercio, os aumentos de outros setores, como materiais de construção, que subiram 2,55%. Um dos destaques do desempenho do IPV no mês passado, segundo a Fecomercio, foram os produtos farmacêuticos, que acumulam alta de 12,26% no ano, taxa inferior à acumulada no decorrer dos últimos 12 meses, que está em 10,47%. A disparada dos produtos farmacêuticos no ano considera o aumento de 6,72% no mês de abril.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.