Fecomercio: confiança do consumidor bate novo recorde

A confiança do consumidor paulistano continuou a subir em fevereiro e permaneceu em patamar recorde, segundo informou hoje a Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP). O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) medido pela entidade aumentou 0,2% na comparação com janeiro, para 159,0 pontos, um crescimento de 19,7% em relação a fevereiro de 2009. No levantamento, resultados acima dos 100 pontos indicam otimismo.

AE, Agencia Estado

12 de fevereiro de 2010 | 14h35

Composto por dois subíndices, o ICC foi puxado pelo aumento do Índice de Condições Econômicas Atuais (ICEA), que subiu de 152,6 pontos em janeiro para 158,7 pontos em fevereiro. Já o Índice de Expectativa do Consumidor (IEC) caiu de 162,7 pontos em janeiro para 159,3 pontos em fevereiro.

"O ICEA está diretamente ligado à percepção que o consumidor faz em termos de emprego e renda e, no plano mais imediato, são essas variáveis que condicionam a confiança elevada do consumidor", afirmou o economista da Fecomercio-SP Thiago Freitas.

Em sua avaliação, o consumidor elevou sua percepção positiva em relação ao presente e fez ajustes menos otimistas em relação à expectativa futura. "Ainda assim, ambos indicadores estão em patamares muito elevados, o que pode sugerir uma expectativa otimista e talvez exagerada para os próximos meses."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.