finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Fecomercio: endividamento do paulistano cai para 49%

O nível de endividamento do paulistano apresentou queda de quatro pontos porcentuais em novembro, mês em que 49% das famílias registraram algum tipo de dívida, apurou a Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP). Em outubro, o índice representava 53%. Em novembro de 2007, era de 54%. Do total de famílias endividadas, 37% estão com as contas em atraso, dois pontos porcentuais a mais que no mês anterior.Na avaliação da economista da entidade, Kelly Carvalho, a redução do nível de endividamento em novembro deve-se à elevação da massa real de rendimentos na região metropolitana de São Paulo. Com base na Pesquisa Mensal de Emprego do IBGE, a massa de rendimento real efetivo da população ocupada apresentou crescimento de 9,3% em setembro ante o mesmo período de 2007. Além disso, a economista citou a continuidade da expansão da oferta de crédito. "Isso permite ao consumidor renegociar e até trocar dívidas mais caras por mais baratas", considerou.O cartão de crédito continua sendo o vilão para 47% dos consumidores. Segundo a pesquisa, as despesas que mais afetaram as dívidas atuais dos paulistanos são os gastos com alimentação (32%) e com eletrodomésticos e eletroeletrônicos (23%).O levantamento mostra ainda que entre os inadimplentes, 32% acreditam não ter condições de pagar total ou parcialmente suas dívidas. Em novembro, 43% dos entrevistados tentaram renegociar suas dívidas com os credores, mas encontraram dificuldades como taxa de juro elevada (citada por 52%), falta de recursos financeiros (22%) e prazos de pagamento curtos (13%).Segundo Kelly Carvalho, a expectativa da Fecomercio-SP é que o paulistano use o 13º salário para resolver pendências financeiras e encerre o ano menos endividado do que em dezembro de 2007, quando 48% das famílias possuíam algum tipo de dívida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.