finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Fecomercio: inflação de serviços em SP sobe em setembro

O Índice de Preços de Serviços (IPS) aumentou 0,64% no mês de setembro, enquanto o Índice de Preços do Varejo (IPV) teve alta de 0,23%, informou nesta segunda-feira, 11, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Com essas variações, o Custo de Vida por Classe Social (CVCS), que pondera o conjunto de preços dos serviços e produtos no comércio varejista, registrou alta de 0,43%. Os três indicadores são apurados na região metropolitana de São Paulo.

GABRIELA LARA, Agencia Estado

11 de novembro de 2013 | 11h06

O avanço do CVCS foi o maior desde abril, quando o índice registrou variação de 0,44%. Em nota, a FecomercioSP afirmou que "não há indícios de que este seja um comportamento preocupante" e informou que as altas mais expressivas do CVCS estão centralizadas em três grupos: Transportes (0,74%), Habitação (0,53%) e Alimentação e bebidas (0,39%). Somadas, essas categorias representam a maior parte do aumento constatado em setembro. A maior alta nos preços foi sentida pela Classe D (0,53%), com renda de R$ 976,59 a R$ 1.464,87.

Segundo a FecomercioSP, o Índice de Preços de Serviços (IPS) foi pressionado principalmente pelos grupos Transportes (2,51%) - com destaque para o aumento das passagens aéreas (20,12%) -, Saúde e Cuidados Pessoais (0,79%) e Habitação (0,27%). No caso do Índice de Preços do Varejo (IPV), a elevação foi puxada pelos segmentos Habitação (1,39%) e Alimentos e Bebidas (0,45%), com destaque para o item melancia, que apresentou a maior variação (11,39%).

Tudo o que sabemos sobre:
serviçosinflaçãoSPFecomercio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.