Fecomercio: IPV sobe 0,63% em janeiro em São Paulo

O Índice de Preços no Varejo (IPV), calculado pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP), fechou janeiro com alta de 0,63%, depois de registrar queda de 0,05% em dezembro. O resultado de janeiro é o maior registrado pelo indicador desde junho de 2008 (1,25%). Nos últimos 12 meses encerrados em janeiro, o indicador acumula alta de 0,40%. Dos 21 grupos que integram o IPV, 14 finalizaram janeiro com altas nos preços.

GUSTAVO URIBE, Agencia Estado

23 de fevereiro de 2010 | 20h05

De acordo com a entidade, o setor de supermercados, segmento de maior peso no índice, impulsionou a alta do indicador no mês passado. Após registrar queda de 0,69% em dezembro, o setor registrou reajuste médio de preços de 1,02% em janeiro. As maiores elevações foram verificadas nos itens verduras (12,98%), tubérculos (4,70%), frutas (3,89%), pescados (3,49%) e leites (3,38%). A Fecomercio atribui a alta do setor a fatores sazonais, como excesso de chuvas e de umidade registrado em diversas áreas do País, sobretudo no Estado de São Paulo, comprometendo a safra de diversos produtos in natura.

Na outra ponta do levantamento do IPV, o setor de vestuário, tecidos e calçados apontou em janeiro queda de 0,78%, após elevação de 0,47% em dezembro. As variações mais relevantes foram constatadas em roupa feminina (-1,27%), roupa infantil (-1,09%), calçados e acessórios de vestuário (-0,60%) e roupa masculina (-0,43%). Outros segmentos que também iniciaram o ano com queda nos preços foram eletroeletrônicos e outros (-0,32%), floriculturas (-2,32%), drogarias e perfumarias (-0,08%), materiais de escritório (-0,40%) e CDs (-0,31%).

Os dados para a composição do IPV são coletados em cerca de 2 mil estabelecimentos comerciais no município de São Paulo, contemplando 21 grupos do varejo e 450 subitens pesquisados. A pesquisa conta com uma amostra mensal de aproximadamente 105 mil tomadas de preços.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.