Fecomercio: preço do material escolar sobe 5,87% em 2007

O preço do material escolar subiu 5,87% ao longo do ano de 2007, segundo pesquisa realizada pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP). O material escolar aumentou mais que a média dos itens do varejo no ano passado, apurada em 3,46%, conforme o Índice de Preços no Varejo (IPV) calculado pela entidade empresarial. Os dados foram coletados junto a dois mil estabelecimentos comerciais da cidade de São Paulo e contemplam 21 segmentos varejistas e 450 itens. De acordo com o levantamento, o gasto anual das famílias paulistanas com material escolar é de R$ 770 milhões. Em dezembro ante novembro, o preço de material escolar subiu 0,47%, e na comparação com dezembro de 2006, a alta foi de 0,94%. Ao longo do ano, os itens que compõem artigos escolares aumentaram 2,92%, enquanto o valor dos livros didáticos teve alta de 3,85%. Dos 19 itens que compõem o agregado material escolar, apenas disquete e cartucho para impressora tiveram redução de preços, de 7,47% e 6,82% em 2007, respectivamente. Todos os demais itens tiveram alta de preços, liderados por tesoura, com 7,17%, papel, com 6,92%, e borracha, com 6,82%. A alta nos preços de livros didáticos foi maior nos de Ensino Fundamental, de 5,10%, seguida por Ensino Médio, com 4,44%, e Ensino Superior, com 1,96%. De acordo a inflação medida pelo IPC/Fipe, o material escolar teve alta de 3,30% nos 12 meses encerrados em novembro de 2007 - menor que o índice geral apurado na capital paulista no mesmo período, de 4,19%. Pelo IPCA, o agregado papelaria teve queda de 0,87% no acumulado do ano (janeiro a novembro) - também inferior à inflação acumulado em 2007, de 3,69%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.