Fecomercio: preços caem 0,05% no varejo em fevereiro

Os preços praticados pelo varejo recuaram 0,05% em fevereiro em relação a janeiro, interrompendo a trajetória de altas que o Índice de Preços no Varejo (IPV) vinha apresentando desde outubro. De acordo com a Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP), na comparação com fevereiro do ano passado, houve elevação de 3,96%. De acordo com a pesquisa, os supermercados, maiores vilões do IPV nos últimos meses, mostram sinais de arrefecimento, apresentado no mês queda de 0,21% nos preços. A Fecomercio atribui a mudança a um realinhamento dos preços, que estavam bastante pressionados e voltam, aos poucos, aos patamares normais. As quedas mais significativas foram nos preço de legumes (-9,49%), aves (-7,19%), frutas (-3,53%), carnes bovinas (-2,61%) e carnes suínas (-2,19%).No segmento de açougues, a tendência de alta foi invertida com influência do embargo europeu, que fez com que o excedente a ser exportado permanecesse no mercado interno, puxando os preços para baixo. A queda registrada correspondeu a 1,91% em fevereiro. As principais variações vistas foram no preço de aves (-5,42%), carnes suínas (-3,12%) e carnes bovinas (-1,15%).O levantamento da Fecomercio também apontou que o grupo Combustíveis (com queda de 0,41%) ainda aproveita o bom resultado da safra de cana e se beneficia com a desvalorização do dólar compensando parte da elevação do petróleo, que é cotado na moeda norte-americana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.