Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Fecomércio-RJ: 2007 foi o melhor ano desde 2001

O faturamento do comércio no Estado do Rio de Janeiro teve em 2007 seu maior crescimento em seis anos, com alta de 2,3% sobre o ano anterior. A informação é da Federação de Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ). O aumento foi puxado pelos grupos de Comércio Automotivo (+3,8%) e Bens Não Duráveis (+3,4%). Neste último grupo, o destaque foi para o subgrupo de Supermercados, que mostrou aumento de 3,8% no faturamento."A explicação para o bom momento do comércio vem a reboque do desempenho positivo da economia", avalia o presidente da Fecomércio-RJ, Orlando Diniz, em nota. Ele acredita que o aumento do volume de crédito, com prazos mais longos e juros mais baixos, "embora ainda elevados", tenha influído para a boa performance do comércio no ano passado.Outros fatores lembrados por Diniz são investimentos diretos feitos no Estado do Rio de Janeiro e o crescimento do emprego e da renda na região metropolitana em relação a 2006. "Como resultado, uma parcela maior de consumidores fluminenses passou a comprar itens de maior valor agregado como computadores, veículos e imóveis", conclui Diniz no texto da entidade.A pesquisa da Fecomércio, porém, registra também desempenhos negativos. Isso ocorreu nos grupos de Combustíveis e Lubrificantes (-1,1%), Bens Duráveis (-0,3%) e Semiduráveis (- 0,1%). A entidade registra que os subgrupos de Lojas de Departamentos e Calçados, que tiveram queda de faturamento em 2006, recuperaram-se em 2007, com altas de, respectivamente, 2,1% e 1,4%.Em dezembro, o comércio do Estado do Rio registrou aumento de 3,4% no faturamento, na comparação com o mesmo mês de 2006, incrementado pelo movimento das festas de fim de ano, que contribuiu para o aquecimento das vendas. Um total de 2.422 empresas varejistas participou da Pesquisa Mensal do Comércio da Fecomércio de dezembro.

ADRIANA CHIARINI, Agencia Estado

08 de fevereiro de 2008 | 16h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.