finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Fed: agências devem ajudar devedores de hipotecas

O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Ben Bernanke, disse que as agências semigovernamentais de crédito imobiliário Fannie Mae e Freddie Mac podem desempenhar um papel ao ajudar os tomadores de crédito hipotecário a refinanciarem suas dívidas. Em carta ao senador Charles "Chuck" Schumer (Partido Democrata/NY) datada de segunda-feira, Bernanke ressalvou que há limitações legais para as maneiras pelas quais essas agências poderiam ajudar os devedores inadimplentes. Ele não endossou a proposta, da Fannie Mae e de alguns políticos do Partido Democrata, de que sejam elevados os limites ao volume de crédito que essas agências podem manter em suas carteiras."As GSEs [empresas patrocinadas pelo governo] deveriam ser encorajadas a prover produtos para tomadores de crédito de alto risco de inadimplência na extensão permitida por seus mandatos. Os limites atuais às carteiras das GSEs, que foram impostos por razões de segurança e solidez, não precisam ser elevados para permitir que elas acomodem novos tomadores", diz na carta o presidente do Fed.Bernanke também diz compartilhar a preocupação de Shumer "com o impacto potencial de adiamentos dos prazos de pagamento dos mutuários com hipotecas de alto risco de juro variável". Ele sugere que os setores público e privado, "separadamente ou em colaboração", criem uma gama maior de produtos hipotecários para atender a tomadores de renda baixa e moderada. "Tais produtos poderiam ser desenhados para evitar ou mitigar o risco de um choque de pagamento, e para ser mais transparentes no que diz respeito a seus termos", acrescenta.TurbulênciaQuanto à turbulência no mercado de crédito, Bernanke reafirma que o Fed está acompanhando a situação de perto. "Quero assegurá-lo de que o Federal Reserve, em cooperação com outras agências federais, está monitorando de perto os acontecimentos nos mercados financeiros", diz a carta. Para Bernanke, o Fed "já declarou que está monitorando a situação e está preparado para agir à medida que seja necessário para mitigar os efeitos adversos na economia provenientes da turbulência nos mercados financeiros".Schumer é integrante dos comitês de Finanças, Bancos, Judiciário e Normas e do subcomitê de Moradia do Senado. As informações são da Dow Jones.

RENATO MARTINS, Agencia Estado

29 de agosto de 2007 | 17h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.