Fed anuncia corte emergencial em juro dos EUA, para 3,5%

Anúncio, que era comentado desde o início do dia, provocou reação positiva nas bolsas, que passaram a subir

AE, Agencia Estado

22 de janeiro de 2008 | 11h30

O Federal Reserve (BC dos EUA) reduziu nesta terça-feira, 22, a taxa básica de juros dos Estados Unidos em 0,75 ponto percentual, para 3,5%. O movimento é uma medida emergencial para dar suporte à economia do país, que enfrenta a crise do setor imobiliário. O Fed também reduziu a taxa de redesconto em 0,75 ponto, para 4%.  Veja também:Íntegra do comunicado do Fed (em inglês)A taxa de juros dos EUA   A decisão do Fed de se antecipar à reunião da semana que vem e cortar a taxa fez os mercados dispararem em Nova York, na Europa e no Brasil. A Bolsa de Valores de São Paulo subia 2,27%, aos 54.932 pontos. Tanto os índices futuros das bolsas norte-americanas quanto as bolsas européias saíram imediatamente do vermelho e comemoraram a decisão do Fed. Rumores já circulavam no mercado desde cedo de que o Fed poderia cortar os juros em até 100 pontos-base. Às 11h32 (de Brasília), o S&P 500 futuro subia 1,63% e o Nasdaq-100 ganhava 1,45%, enquanto a Bolsa de Londres operava em alta de 1,70%, a de Paris de 1,32% e Frankfurt de 0,42%. O juro da note de 10 anos subia 1,30% para 3,57875%. Já o dólar subia 0,28% para 106,46 ienes, mas o euro avançava 1,12% para US$ 1,4577.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.