Fed avança com cortes em compras de títulos e cita alta na inflação

O Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, deu mais um passo nesta quarta-feira em seu plano de redução do estímulo de compra de títulos e melhorou sua avaliação da economia norte-americana, enquanto reafirmou que não tem pressa para aumentar os juros.

REUTERS

30 de julho de 2014 | 15h13

O Fed reduziu as aquisições mensais de ativos para 25 bilhões de dólares, ante 35 bilhões de dólares, mantendo-se em vias de encerrar o programa neste outono (no hemisfério norte).

O banco central reiterou que provavelmente vai manter as taxas de juros perto de zero por um "horizonte relevante" após o fim das compras de títulos e repetindo que a política monetária expansionista é necessária.

(Reportagem de Michael Flaherty e Jason Lange)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUAFED*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.