Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Fed corta juro dos EUA para perto de zero

O Federal Reserve cortou agressivamente a meta para a taxa básica de juro dos Estados Unidos, para um nível recorde entre zero e 0,25 por cento, e afirmou que irá usar "todas as ferramentas disponíveis" para evitar uma recessão duradoura. O movimento, anunciado nesta terça-feira, surpreendeu ao reduzir o juro básico em magnitude entre 0,75 ponto e 1 ponto percentual. Os mercados financeiros esperavam que o Fed cortasse a taxa em, no máximo, 0,75 ponto percentual. "O Federal Reserve irá usar todas as ferramentas disponíveis para promover a retomada do crescimento econômico sustentável e preservar a estabilidade de preços", afirmou o Fed. O corte colocou a taxa no menor nível desde julho de 1954, e o banco central afirmou que pode mantê-la "em níveis excepcionalmente baixos por algum tempo". Além do corte na taxa, o Fed afirmou que está preparado para expandir a sua já anunciada compra de dívidas emitidas por agências hipotecárias com suporte governamental, para apoiar o mercado imobiliário. A autoridade monetária afirmou também que está avaliando uma possível compra de títulos públicos de prazo mais longo e pode considerar outras formas para equilibrar seu balanço. "É um passo altamente não ortodoxo e criativo", afirmou Michael Woolfolk, estrategista de câmbio sênior do Bank of New York-Mellon. "Acho que é o melhor movimento possível para o consumidor dos EUA e para o mercado financeiro."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.