Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Fed de NY encontra problemas sérios na operação do Deutsche Bank nos EUA

Relatórios financeiros produzidos por algumas das divisões do banco nos Estados Unidos foram descritos como de baixa qualidade e não confiáveis

Kathrin Jones, Arno Schuetze, Avik Das, REUTERS

23 de julho de 2014 | 08h05

O Federal Reserve de Nova York encontrou problemas sérios nas operações norte-americanas do Deutsche Bank, incluindo a divulgação de dados financeiros imprecisos e fiscalização e auditoria inadequados, disse à Reuters uma pessoa próxima ao assunto.

Em uma carta aos executivos do banco alemão em dezembro, uma autoridade sênior do Fed de Nova York descreveu os relatórios financeiros produzidos por algumas das divisões do banco nos Estados Unidos como "de baixa qualidade, imprecisos e não confiáveis", disse a fonte.

O Fed de Nova York, que funciona como os olhos e ouvidos do banco central dos EUA sobre Wall Street, supervisiona diretamente os maiores bancos norte-americanos e estrangeiros, parcialmente por meio de reguladores que vão trabalhar todos os dias dentro dos bancos.

"O tamanho e a amplitude dos erros sugerem fortemente que a estrutura de informes a reguladores nos EUA necessita de medidas corretivas de grande amplitude", disse a carta, divulgada inicialmente pelo Wall Street Journal.

As ações do Deutsche Bank recuavam 0,4% nesta quarta-feira, chegando a estar entre as maiores baixas do índice de blue chips alemãs e entre o setor bancário europeu, em meio a temores de que reguladores dos EUA possam tomar medidas contra o banco.

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSDEUTSCHEBANK

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.