Fed está dividido sobre manter compra de títulos, mostra ata

Fomc queria que presidente do banco central americano, Ben Bernanke, transmitisse sua opinião em sua última entrevista coletiva

Clarissa Mangueira e Álvaro Campos, da Agência Estado,

10 de julho de 2013 | 16h20

NOVA YORK - A reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), de três semanas atrás, foi marcada pela divisão - sinaliza a ata do encontro divulgada nesta quarta, 10.

Perto de metade dos membros do Fomc queria que a compra de títulos terminasse no final deste ano. Outro grupo, discorda. "Muitos outros participantes (do Fomc) anteciparam que provavelmente será apropriado continuar com as compras em 2014", diz o texto.

O presidente do Fed, Ben Bernanke, previu anteriormente que o fim dos estímulos à economia acabariam na metade do ano que vem. São US$ 85 bilhões injetados mensalmente. O Fomc queria que o presidente do Fed, Ben Bernanke, transmitisse sua opinião em sua última entrevista coletiva.

A ata também revela que os membros do Fomc debateram como comunicar a estratégia para a redução dos estímulos com os investidores e o público em geral. A última reunião do Fomc foi marcada por turbulência do mercado, por causa da expectativa do fim do programa americano de estímulos.

Se pairam dúvidas sobre até quanto dura a compra de títulos, parece haver um consenso: a separação entre as compras de bônus e a política para a taxa de juros.

"Muitos membros indicaram que as decisões sobre o ritmo e a composição das compras de ativos são distintas das decisões sobre o nível apropriado da taxa dos fed funds" e que a taxa deve provavelmente continuar baixa por um período considerável de tempo após o fim das compras de bônus.

(Com informações da Dow Jones)

Tudo o que sabemos sobre:
fedq3

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.