Fed estava mais confiante sobre recuperação, indica ata

No final de janeiro, os membros do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) estavam ligeiramente mais confiantes de que a recuperação estava se firmando e esboçaram uma estratégia de saída que pode incluir a venda de ativos hipotecários mantidos pelo banco central norte-americano, segundo revelou a ata do encontro de política monetária realizada nos dias 26 e 27 do mês passado. Na ocasião, a equipe do Fed projetava uma expansão de 3,2% da economia dos EUA neste ano, comparado com uma previsão de crescimento de 3% divulgada em novembro, segundo revela a ata do Fed.

SUZI KATZUMATA, Agencia Estado

17 de fevereiro de 2010 | 18h17

Considerando a melhora na perspectiva, os membros do Fed discutiram sobre qual seria a melhor forma de retirar o estímulo extraordinário injetado na economia ao longo dos últimos dois anos para combater a recessão, incluindo a venda de ativos lastreados em hipotecas. No encontro, os membros do banco central norte-americano renovaram sua promessa de manter o juro baixo em um nível recorde por um "período prolongado", uma vez que eles esperam que o desemprego vai permanecer elevado e a inflação contida neste ano. O presidente do Fed de Kansas City, Thomas Hoenig, foi o único voto contrário entre os 10 membros votantes do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) no último encontro e a ata proporcionou mais detalhes sobre sua posição discordante.

Segundo a ata, Hoenig estava preocupado em manter a promessa de "período prolongado" - que normalmente é considerada como uma indicação de pelo menos seis meses - poderia aumentar o risco de elevação das expectativas inflacionárias. Ele acreditava que seria mais apropriado para o banco central dizer que a meta para a taxa dos Fed Funds vai permanecer perto de zero por "algum tempo", ao invés de "excepcionalmente baixo por um período prolongado".

"Tal mudança na comunicação proporcionaria ao Comitê a flexibilidade para começar a elevar o juro modestamente. Ele (Hoenig) ainda acredita que mover para uma (meta da) taxa dos Fed funds modestamente mais alta em breve reduziria os riscos de desequilíbrios no longo prazo e um aumento nas expectativas de inflação no longo prazo, enquanto continua a proporcionar o necessário suporte à recuperação econômica", diz a ata. A íntegra da ata do Fed está no site www.federalreserve.gov/monetarypolicy/fomcminutes20100127.htm. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Fed, ata, juros, EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.