Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Fed indica prioridade na gestão de preços, diz Siga

O chefe de gabinete e porta-voz do governo do Japão, Yoshihide Suga, afirmou nesta quinta-feira que a decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) em manter o programa de compra de ativos em US$ 85 bilhões demonstrou que a autoridade monetária norte-americana prioriza a gestão de preços e de empregos.

AE, Agencia Estado

19 de setembro de 2013 | 02h29

"Acredito que a política monetária dos EUA tem como objetivo estabelecer a estabilidade de preços e do mercado de trabalho", avaliou Suga, acrescentando que a política econômica do Japão mantém como prioridade o combate à deflação e o estímulo ao setor privado.

Questionado sobre uma nova redução da taxa de juros do Japão, Suga indicou o crescimento do país de 3,8% alcançado no segundo trimestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado e disse que "não há necessidade de pressa".

"A postura correta é continuarmos atentos às condições econômicas e responder conforme necessário", concluiu Suga. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
japãosugafed

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.