Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Fed mantém injeção de US$ 85 bi ao mês na economia

Banco Central dos Estados Unidos ainda não acredita que melhora na economia interna é sustentável

Reuters e Agência Estado,

30 de outubro de 2013 | 16h28

WASHINGTON - O Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) estendeu nesta quarta-feira, 30, seu plano de incentivo à economia americana. Assim, ficam mantidas as compras de US$ 85 bilhões em títulos ao mês por enquanto.

Em comunicado, integrantes do Fed ressaltaram a perspectiva de crescimento mais fraco da economia americana, por causa da disputa fiscal em Washington que paralisou boa parte do governo por 16 dias neste mês.

"O Comitê vê a melhora na atividade econômica e nas condições do mercado de mão de obra ocorridas desde que ele começou seu programa de compras de ativos como consistente com um maior vigor básico na economia como um todo. Contudo, o Comitê decidiu esperar por mais evidências de que o progresso será sustentado antes de ajustar o ritmo de suas compras", afirma documento divulgado nesta tarde de quinta-feira.

Ao contrário da última reunião do comitê de política monetária americano, o mercado não foi pego de surpresa. Em setembro, esperava-se que o programa fosse suspenso. Desta vez, já era esperada a sua continuidade. O mercado trabalha atualmente com provável fim do plano no ano que vem.

O desemprego nos Estados Unidos colabora para a manutenção da compra de títulos. Atualmente em 7,2% da força de trabalho, o índice é considerado alto pela autoridade monetária.

"Os indicadores das condições do mercado de mão de obra mostraram alguma melhora adicional, mas a taxa de desemprego continua elevada", diz o comunicado do Fed.

Tudo o que sabemos sobre:
Fed

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.