Fed mantém juro e aponta sinais de melhora na economia

O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve (Fed, banco central americano) decidiu hoje manter a meta da taxa dos Fed Funds (taxa básica de juros da economia) em seu menor nível histórico - na faixa entre zero e 0,25% - ao ano e reiterou que manterá os juros baixos por um período prolongado. No comunicado divulgado ao término de seu encontro de dois dias, o Fed reconheceu, no entanto, os sinais recentes de que a economia dos EUA está ganhando força após a pior recessão em décadas.

REGINA CARDEAL, Agencia Estado

16 de dezembro de 2009 | 17h31

O banco central americano reiterou que o juro permanecerá nos níveis atuais enquanto o desemprego e outras áreas da economia permanecerem em dificuldades e a inflação continuar baixa. Mas a avaliação do Fed sobre o cenário econômico é mais positiva do que na reunião encerrada em 4 de novembro, sugerindo que está mais perto de retirar parte de seu apoio à economia após o dado de emprego de novembro acima do esperado e de outros dados favoráveis.

"A informação recebida desde que o Fomc se reuniu em novembro sugere que a atividade econômica continuou a se recuperar e que a deterioração no mercado de trabalho está abatendo", disse o Fed. Os membros do comitê votaram por 10 a zero para manter o juro inalterado.

A decisão não é uma surpresa para os mercados financeiros, que não esperam que o Fed comece a elevar o juro enquanto a recuperação não estiver garantida no próximo ano. O presidente do Fed, Ben Bernanke, cimentou estas expectativas na semana passada, ao dizer que a economia lenta e a inflação contida evitam que o Fed suba o juro logo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
jurosFedEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.