Fed ofertará até US$ 40 bi e BC europeu, mais US$ 20 bi

O Banco Central Europeu, o Banco da Inglaterra, o Banco do Canadá e o Banco Nacional Suíço anunciaram simultaneamente medidas paralelas às do banco central americano (Fed) hoje para injetar recursos no mercado.O Fed disse que criará uma nova "facilidade de leilão" pela qual emprestará pelo menos US$ 40 bilhões em quatro leilões separados, a começar esta semana. Os empréstimos terão juro abaixo da taxa de redesconto (4,75% ao ano) e aceitarão as mesmas garantias da linhas de redesconto. O Fed disse também que criará linhas de swap recíprocas com o BCE, de US$ 20 bilhões, e o Banco Nacional Suíço (BNS), de US$ 4 bilhões. Isto permitirá que o BCE e o BNS façam empréstimos em dólares a bancos em suas jurisdições, com o objetivo de pressionar para baixo as taxas interbancárias em dólares nos mercados externos, principalmente a Libor, taxa londrina.A nova "facilidade de leilão" supera os principais obstáculos que o Fed enfrentava para usar seus dois principais instrumentos para injetar liquidez nos mercados. As operações de mercado aberto podem ser usadas para injetar recursos à taxa básica de juros dos EUA (Fed Funds), que é relativamente barata (atualmente é de 4,25% ao ano), mas cujos empréstimos só são concedidos ante umas poucas opções de garantias. A taxa de redesconto é meio ponto porcentual mais alta e os bancos relutam em recorrer a ela por temer o estigma de serem vistos como desesperados por fundos.O novo empréstimo será leiloado com uma taxa mínima ligada à taxa dos Fed Funds esperada pela duração do empréstimo. Uma vez que a taxa dos Fed Funds deve declinar nos próximos dois anos, quando os empréstimos devem vencer, a taxa terminará perto ou mesmo abaixo das do Fed Funds.O Fed indicou que a nova facilidade pode se tornar uma adição permanente para seus instrumentos de política monetária. "A experiência ganha sob este programa temporário vai ajudar a avaliar o potencial uso de aumentar os instrumentos de política monetária do Fed - operações de mercado aberto e facilidade de crédito primário - como uma facilidade permanente para leiloar crédito a termo na janela de redesconto." O Fed "vai pedir comentários públicos sobre qualquer proposta para uma facilidade de leilão a termo permanente".O anúncio reflete meses de preparação e estudo dentro do BC americano sobre como lidar com os problemas sentidos desde agosto quando baixou sua taxa de redesconto num esforço para adicionar caixa aos mercados financeiros.EuropaO Banco Central Europeu irá realizar duas ofertas denominadas em dólares à taxa fixa no final de dezembro, em conexão à operação do Fed, para fazer frente a turbulência dos mercados financeiros e a falta de recursos em dólares no sistema bancário europeu durante o final do ano, disse o BCE.O montante máximo de cada oferta é US$ 10 bilhões, somando US$ 20 bilhões, com os fundos oferecidos pelo Fed ao BCE por meio de um acordo recíproco temporário de moeda, ou uma linha de swap. As operações serão anunciadas em 14 de dezembro e 19 de dezembro. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.