‘Fed precisa considerar efeitos negativos de mais relaxamento monetário’

O presidente do Fed de Dallas, Richardo Fisher, acrescentou que não há nada decidido sobre a questão

Patrícia Braga, da Agência Estado,

28 de agosto de 2012 | 14h05

NOVA YORK - O presidente do Federal Reserve de Dallas Richard Fisher, afirmou hoje que as autoridades monetárias do Fed precisam considerar os "efeitos colaterais negativos" de um possível relaxamento, acrescentando que a decisão ainda não foi tomada.

"Gostaríamos de ter mercados financeiros ordenados para conseguirmos sair" desse mal-estar econômico, firmou Fisher em entrevista à Reuters. "O que precisamos pensar é nos efeitos colaterais negativos", de mais relaxamento, afirmou ele. Fisher não tem direito a voto no Fed este ano.

Em termos de mais relaxamento, Fisher disse que "não tem nada decidido ainda". Para ele, Fed "embala o sono do governo" com medidas adicionais para reduzir juros. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
FedQE3

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.