Fed proíbe Citigroup de realizar grandes aquisições

O Federal Reserve proibiu o Citigroup de realizar grandes aquisições até que a companhia resolva problemas regulatórios, os quais colocaram recentemente a instituição em dificuldades em alguns países. Em 1º de março, o Citigroup lançou formalmente uma campanha para fortalecer seus controles, aumentar os programas de treinamento e supervisionar seus sistemas. Citando os "adversos eventos de compliance" na instituição e o plano recente para fazer frente a eles, o Fed disse esperar que "a administração do grupo devotem a atenção necessária para implementar seu plano totalmente e efetivamente e não dê andamento a expansão significante durante tal período".A imposição não define quais tipos de aquisições são consideradas "significantes", tampouco estabelece um período para a definida restrição. O Fed também não especificou como seriam tratadas potenciais aquisições estrangeiras, algumas das quais não necessitam da aprovação do Fed. O Citigroup perdeu no ano passado sua licença para operar no Japão no segmento de private banking, por desrespeitar regulamentação local. Na Europa, são conduzidas investigações atualmente na estratégia de negociação de bônus da instituição. Ontem, promotores italianos disseram que o Citigroup e outras quatro instituições financeiras podem ter violado regulamentação acionária em suas transações com a Parmalat.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.