Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Fed promete agir, se necessário, para ajudar a economia

O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Ben Bernanke, embora veja um cenário econômico em melhora, alertou que os "riscos de baixa para o crescimento continuam, incluindo as possibilidades de que o mercado de moradia ou o mercado de trabalho possam se deteriorar em uma extensão além da atualmente prevista, ou que as condições de crédito possam se apertar substancialmente mais".No que analistas interpretaram como palavras-chave de seu discurso preparado para o Comitê de Bancos do Senado, Bernanke disse que "o Fomc (Comitê Federal de Política Monetária, do Fed) vai avaliar cuidadosamente as próximas informações relacionadas ao cenário econômico e vai agir de maneira oportuna conforme o necessário para dar sustentação ao crescimento e fornecer uma garantia adequada contra os riscos de baixa (do crescimento econômico)". Ele também sinalizou que as próximas decisões do Fomc vão depender das previsões de médio prazo do Fed para crescimento e inflação, "assim como dos riscos para estas previsões". O Fomc cortou a taxa básica de juros em 2,25 pontos porcentuais desde setembro, para 3% ao ano. As informações são da agência Dow Jones.

REGINA CARDEAL, Agencia Estado

14 de fevereiro de 2008 | 13h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.