Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Fed quer mais clareza sobre emergentes, diz investidor

O Federal Reserve percebeu que qualquer tentativa de reduzir ou eliminar o relaxamento quantitativo levará a um aumento nos custos dos empréstimos, afirmou Jeffrey Sica, presidente e diretor de investimentos da Sica Wealth Management, que gerencia mais de US$ 1,0 bilhão em ativos de clientes.

AE, Agencia Estado

19 de setembro de 2013 | 08h28

"Depois do alerta feito pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) algumas semanas atrás, que destacou a necessidade de clareza no futuro para evitar um colapso econômico nos mercados emergentes, o banco central dos EUA ficou relutante em começar a reduzir as compras de bônus antes de ter clareza sobre qual impacto os custos mais altos dos empréstimos terão nos frágeis mercados emergentes", comentou Sica. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
euafedemergentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.