carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Fed reduz previsão de crescimento para Estados Unidos

PIB do país deve ficar entre 1,3% e 2% neste ano. Previsão anterior ficava entre 1,8% e 2,5%

Agências internacionais,

20 de fevereiro de 2008 | 16h12

O banco central dos Estados Unidos (Fed) admite que os riscos de uma desaceleração econômica persistem, mesmo após os cortes no juro básico de janeiro. Na ata da última reunião do Fed, realizada no final de janeiro, a instituição informa que já reduziu a previsão de crescimento do País em 2008 em 0,5 ponto porcentual - de 1,3% a 2%. A previsão anterior foi feita em 20 de novembro de 2007, quando a perspectiva era de um PIB entre 1,8% e 2,5%.   Os integrantes do Comitê do Fed, que decidiram reduzir os juros norte-americanos no último encontro dos dias 29 e 30 de janeiro, avaliam ainda que o corte agressivo da taxa em um período de oito dias poderia ser mal interpretado como uma ajuda a Wall Street. Mas, segundo a ata do Fed, os dados de inflação ainda são "desapontadores", o que justificaria o corte de juros.   Hoje o mercado foi surpreendido com a inflação ao consumidor (CPI) divulgada nos Estados Unidos. O resultado veio acima do esperado e deixou os investidores em alerta com os rumos da inflação. O Fed acredita que a inflação deve recuar.   Os integrantes do Fed esperam, contudo, que uma "rápida reversão" da recente política de corte de juros poderá ser necessária quando a economia se estabilizar.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.