Fed sinaliza que não reduzirá juros na próxima reunião

Os juros nos Estados Unidos não devem ser reduzidos na próxima reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), ainda que haja contração econômica no país.É o que indica a ata divulgada nesta tarde pelo Fomc. A ata é referente à reunião de 29 e 30 de abril, quando o Fed decidiu reduzir a taxa básica de juros americana (Fed Funds) em 0,25 ponto porcentual, para 2% ao ano. O Fed afirma na ata que a chance de a economia ser seriamente afetada diminuiu e que as condições financeiras estão melhores, embora ainda frágeis.A expectativa do mercado é de que o corte nos juros no mês passado tenha encerrado o ciclo de afrouxamento monetário iniciado pelo Fed em setembro. Desde então, quando a taxa dos Fed Funds estava em 5,25% ao ano, o BC americano efetuou cortes no juro básico em todas as suas reuniões, com o intuito de conter a crise financeira que ameaça a economia dos Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.