finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Fed: teste de estresse aponta falhas de fiscalização

Os testes de estresse do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) nos principais bancos do país revelaram deficiências significativas na avaliação de risco de algumas instituições, disse ontem o governador do Fed, Daniel Tarullo. "Atualmente, estamos conduzindo uma avaliação horizontal dos processos internos que medem a adequação de capital das maiores organizações bancárias dos EUA", afirmou Tarullo, acrescentando que os testes de estresse "também terão efeitos duradouros sobre a supervisão das grandes instituições."

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

10 de novembro de 2009 | 08h04

As declarações foram dadas poucas horas depois de a autoridade monetária dizer que, com exceção da GMAC Financial Services (antigo braço financeiro da General Motors), outros nove bancos americanos, que não haviam conseguido passar pelo teste de estresse em maio, agora têm capital suficiente. A GMAC pode eventualmente alcançar as taxas de capital necessárias, por meio do Programa de Alívio de Ativos Problemáticos do Departamento do Tesouro (TARP) ou pelo programa de financiamento da indústria automotiva.

Tarullo disse que o subproduto chave dos testes de estresse foi o foco renovado sobre a capacidade das instituições para avaliar sua própria adequação de capital - mais especificamente na capacidade de identificar o capital disponível em tempos difíceis. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bancosEUAteste de estresse

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.