Feira Rio Oil & Gas acontece esta semana

O setor de petróleo e gás terá na próxima semana intensa programação no Rio de Janeiro. De segunda à quinta-feira, acontece a feira bianual Rio Oil & Gas, que reúne os principais fabricantes mundiais, além dos representantes de governo e empresas que vão discutir temas relevantes do setor em conferência paralela.Serão 800 expositores de 35 países, distribuídos numa área de 30 mil metros quadrados. Cerca de 35 mil pessoas devem passar pelo espaço, segundo o Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP), organizador do evento, que teve sua primeira edição em 1982.Para este ano, o principal destaque deve ficar por conta do gás natural, devido às descobertas de grande porte feitas pela Petrobrás na Bacia de Santos no ano passado e as perspectivas de investimentos nesta área. "Com as descobertas, a expectativa é de que aumente bastante a participação do gás natural na matriz energética, que hoje não passa de 7%", afirma José Luiz Orlandi, diretor de Operações do Grupo Ipiranga e presidente do Comitê Organizador do evento.O tema será discutido já no primeiro dia da conferência, com a presença dos diretores da Petrobras, Ildo Sauer, de Gás e Energia, e de Abastecimento e Refino, Paulo Roberto Costa. Para o mesmo dia, também está prevista a presença da ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, que encerra a programação da segunda-feira. Antes da ministra, a governadora Rosinha Matheus participa do evento, inaugurando o estande britânico, que, com 630 metros quadrados é o maior do pavilhão de exposições. No local, 25 empresas exibirão seus produtos e tecnologia em todas as áreas da indústria de petróleo e gás.Os britânicos também terão participação intensa na feira. Mais de 40 empresas devem vir em comitiva para visitar o evento, de olho em parcerias com fornecedores brasileiros. Experientes em exploração e produção em águas profundas, as empresas britânicas estão buscando novas oportunidades de negócios em outras localidades para substituir os investimentos no Mar do Norte, que já começam a entrar em declínio de produção.Durante toda a semana, os britânicos estarão realizando painéis para discutir assuntos relativos ao petróleo e gás no Brasil. Na quinta-feira, por exemplo, estará em pauta o Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp). O painel vai contar com representantes da Shell, British Petroleum (BP) e da Rolls Royce.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.