bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Feira teve faturamento de R$ 1,1 bilhão

A organização da 9ª edição daFeira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação (Agrishow),reafirmou hoje o faturamento de R$ 1,1 bilhão em negóciosgerados a partir do evento, realizado entre os dias 29 de abrile 4 de maio. O volume de negócios é muito diferente do divulgadopelos bancos e as maiores empresas fabricantes. No total, asempresas fabricantes com financiamento próprio e bancosconsultados pela Agência Estado acreditavam, ao fim da feira,ter recebido propostas de pouco mais de R$ 400 milhões. Osorganizadores do evento não souberam explicar onde estava adiferença, já que os negócios realizados com pagamento à vista,conforme havia sido divulgado no início do evento, correspondema apenas 3% do volume negociado. A diferença entre o que os organizadores divulgam emfaturamento da feira e o volume recebido em propostas pelosbancos já havia sido registrada nos três últimos anos da feira.A organização do evento vem apresentando números de crescimentode faturamento entre 10% a 20% ao ano, o que fez com que o totaldivulgado passasse de R$ 450 milhões em 1998 para R$ 600 milhõesem 1999, R$ 800 milhões em 2000 e R$ 1 bilhão em 2001. Técnicos do setor de financiamento agrícola consultadospela Agência Estado estimam que os negócios gerados a partir daAgrishow, considerando o que a feira representa também nomovimento dos hotéis, restaurantes e criação de empregos naregião, devem girar por volta de R$ 600 milhões, quase o dobrodo orçamento estimado pela prefeitura para Ribeirão Preto esteano. Segundo os três bancos participantes do evento, Bradesco Banespa e Banco do Brasil, o volume de negócios gerados apartir da feira chega a R$ 250 milhões, sendo R$ 110 milhõesrecebidos em propostas somente pelo Banco do Brasil. Isso nãosignifica que todos os R$ 250 milhões serão efetivamenterealizados. Ainda há a necessidade de comprovação de crédito doprodutor. A estimativa dos bancos é de que 90% das propostasserão efetivadas até o início do segundo semestre. Segundo oBanespa, o último dia do evento teve seu volume de negóciosprejudicado por chuvas esparsas que ocorreram durante a manhã einício da tarde. O banco esperava negociar pelo menos R$ 20milhões no sábado, mas o volume não chegou a metade disso. Apesar do registro de chuvas no último dia da feira, aorganização da Agrishow, que conta com representantes daAssociação Brasileira da Indústria de Máquinas (Abimaq),Associação Brasileira de Agribusiness (Abag) e AssociaçãoNacional de Fabricantes de Defensivos Agrícolas (Anda), divulgouque o movimento de público no último dia surpreendeu a todos,superando as expectativas de repetição dos números do anopassado, em torno de 20 mil pessoas. No ano passado, no entanto, a feira terminava às 12horas. Este foi o primeiro ano do evento em que a feira seestendeu até 18 horas. No total, segundo a organização daAgrishow, o volume de público atingiu 145 mil pessoas, contra130 mil no ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.