Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Vendas de veículos novos acumulam queda de mais de 24% no ano

Números divulgados pela Fenabrave apontam queda anual de mais de 37% no mês de outubro; segmento de ônibus apresentou o pior desempenho

ANDRÉ ÍTALO ROCHA, O Estado de S. Paulo

03 de novembro de 2015 | 17h04

As vendas de veículos novos no Brasil em outubro caíram 3,96% ante setembro e recuaram 37,37% em relação ao mesmo mês do ano passado, divulgou nesta terça-feira, 3, a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). De acordo com dados da entidade, foram emplacados 192.164 unidades no décimo mês de 2015 em todo o País.

Com o resultado, as vendas de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus novos no País acumulam queda de 24,25% neste ano até outubro, na comparação com igual período de 2014, segundo a federação. Esse recuo é mais intenso do que a retração de 22,66% registrada até setembro. De janeiro a outubro, foram emplacados 2.146.069 veículos, cerca de 687 mil unidades a menos do que em igual período do ano passado.

Segmentos. O segmento de ônibus apresentou, em outubro, o pior desempenho. Segundo a Fenabrave, foram licenciadas 1.091 unidades no mês passado, queda de 29,11% ante setembro e recuo de 66,69% na comparação com igual mês do ano passado. O segmento de caminhões registra o segundo pior resultado. De acordo com a federação, foram emplacadas 5.783 unidades no décimo mês deste ano, o equivalente a recuo de 2,72% ante setembro e tombo de 52,54% frente igual mês de 2014.

As vendas de automóveis e comerciais leves, juntos, caíram 3,80% em outubro, na variação mensal, e recuaram 36,41% em relação ao mesmo mês do ano passado, conforme os dados da Fenabrave. Em outubro de 2015, foram emplacados 185.291 unidades, sendo 161.164 automóveis (baixas de 2,86% ante setembro e de 33,42% frente outubro de 2014) e 23.687 comerciais leves (quedas de 9,76% na comparação mensal e de 51,33% na interanual).

Tudo o que sabemos sobre:
Fenabraveveículossetor automotivo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.