Férias coletivas para 800 funcionários da Fiat em Betim

A direção da Fiat Automóveis decidiu conceder mais um período de férias coletivas para funcionários de sua fábrica, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. A partir do próximo dia 25, segundo a Assessoria de Comunicação da empresa, 800 empregados da unidade entrarão em recesso, que terá duração mínima de 10 dias e máxima de 20. A medida tem por objetivo adequar o ritmo de produção da montadora à retração do mercado automotivo nacional. Esta é terceira vez que a Fiat concede férias coletivas a seus funcionários somente neste ano.As vendas na montadora recuaram 14,4% no primeiro semestre de 2003 em comparação ao mesmo período do ano passado. A queda foi maior do que a média registrada pelo setor no País, que teve um decréscimo nas vendas da ordem de 8,7%. Com o novo recesso, a Fiat deixará de produzir 300 carros por dia. Neste mês, a previsão é que 1,5 mil carros deixem de ser montados e entre 2 mil e 2,5 mil em setembro. Atualmente, a produção média da empresa é de 32 mil veículos.Além de duas paradas técnicas realizadas no mês passado, a montadora concedeu 10 dias de férias a 500 trabalhadores em junho e mais 10 em julho para mil funcionários da área de produção da fábrica de Betim.

Agencia Estado,

19 de agosto de 2003 | 16h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.