Férias sem dor de cabeça.

Técnicos do Procon-SP, órgao vinculado à Secretaria da Justiça do Governo do Estado de São Paulo, orientam os pais na hora de contratar um serviço de acampamento para seus filhos. Em primeiro lugar, é preciso que o local combine com a criança. Ou seja, as atividades oferecidas pelo acampamento devem ser adequadas ao perfil da criança.Isso porque cada acampamento tem uma "filosofia" diferente. Alguns parecem um verdadeiro parque de diversões, com muitas atividade. Outros têm atividades ecológicas, como ensinar a plantar, colher e regar plantas. Alguns são voltado mais para as funções domésticas. As crianças participam lavando louça, cozinhando etc. Há também os acampamentos voltados à religiosidade, à cultura entre tantas outras atividades. Negocie e não esqueça do contrato detalhado Após analisar e aprovar todo o serviço que a empresa oferece, exija que seja firmado um contrato por escrito. Nele deve estar registrado tudo o que for combinado verbalmente: valor total, forma de pagamento, duração, transporte, passeios adicionais; dados completos das partes envolvidas e as condições de recisão. Uma dica importante é negociar um desconto quando irmãos vão para o mesmo acampamento. Guarde todos os panfletos publicitários para comprovar e, se necessário, fazer cumprir as vantagens oferecidas pelo local. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, se a empresa não cumprir com o que ofereceu, o contratante tem direito à realização forçado da obrigação contratada. Ele pode receber outro serviço equivalente ou a restituição do dinheiro que já foi pago, com correção monetária. Veja abaixo uma lista dos 10 principais cuidados1 - Uma pesquisa minuciosa é sempre o ponto de partida para um bom negócio. 2 - Compare preços com atividades oferecidas e nunca esqueça de pesar as indicações de pessoas que conhecem o acampamento.3 - Outra dica é ficar atento à faixa etária dos acampamentos e verificar se crianças pequenas estão misturadas com adolescentes. O tratamento e as atividades devem ser diferenciados.4 - Procure fazer uma visita ao local para verificar as instalações, como cozinha, banheiro, quartos etc.5 - Na impossibilidade de conhecer o local pessoalmente, peça para ver fotos , vídeos e panfletos publicitários.6 - Confira tudo o que é oferecido: recreação, cardápio, número de monitores por criança, quantas pessoas ficam em cada quarto, plantão médico, condições de comunicação com os filhos etc.7- Pergunte sobre sugestões de "enxoval", ou seja, lista de roupas e pertences. Todas as peças devem estar com o nome marcado.8 - Fique atento às atividades específicas que exigem autorização prévia como por exemplo, banana boat, kart, teleférico etc. 9 - Os pais devem certificar-se ainda que, caso a criança tenha alguma restrição médica ou alimentar, que terá acompanhamento especial pelos organizadores ou monitores. 10 - Em alguns casos, a própria escola organiza estes acampamentos. Nestes casos ela será responsável por quaisquer problemas que venham a ocorrer.Um boa arma é verificar se a empresa não tem queixas registradas no Procon-SP. O telefone de consultas é o 3824.0446. Em caso de mais dúvidas, consulte o site do Procon. Veja o link abaixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.