coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

FGTS: atraso de bancos não prejudicará pagamento

O Conselho Curador Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) do não conseguiu homologar a resolução que trata da multa para os bancos que não entregaram, até 31 de janeiro, as informações cadastrais do FGTS à Caixa Econômica Federal. Os dados se referem ao saldo das contas dos trabalhadores em janeiro de 1989 e abril de 1990, data dos planos Verão e Collor1. O diretor de transferência de benefícios da Caixa, José Renato Corrêa de Lima, avisou que o atraso dos bancos não prejudicará o pagamento. "O crédito será feito na data estabelecida na lei, em junho", garantiu. José Renato destacou que no final deste mês os trabalhadores, que preencheram o termo de adesão e forneceram o endereço, começarão a receber os extratos da Caixa, com a informação de quanto têm a receber e a forma como será feito o crédito e o respectivo saque. O governo também descartou a possibilidade de antecipar o pagamento do expurgo dos Planos Collor e Verão para maio. "Não dá para antecipar o pagamento", admitiu o diretor de transferência de benefícios da Caixa.Faltam 40% das informaçõesDe acordo com o Ministério do Trabalho, ainda faltam 40% de informações dos bancos à Caixa. O secretário executivo do Ministério do Trabalho, Paulo Jobim, espera que os dados sejam totalmente repassados até esta sexta-feira. Ele argumentou que os bancos estão se esforçando muito para isso porque sabem que a Caixa depende dessas informações para calcular quanto os trabalhadores têm a receber. Paulo Jobim afirmou que o fato do Conselho Curador não ter homologado a resolução na reunião de ontem, segundo ele, não significa recuo do governo. "A homologação de uma resolução aprovada da referendum é uma formalidade", explicou. A resolução só não foi homologada, afirma Jobim, porque o representante da Confederação das Instituições Financeiras pediu vistas e foi atendido pelo Conselho. O assunto voltará a ser discutido no dia 4 de abril.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.