FGTS da empregada doméstica

Vence na quarta-feira o prazo para que os patrões façam o depósito relativo ao mês de maio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) da empregada doméstica. O valor a ser recolhido corresponde a 8% da remuneração paga em maio e não pode ser descontado do salário da empregada.O recolhimento é opcional e não existe retroatividade. Ele deverá ser feito por meio da Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (GFIP). Toda a orientação para o preenchimento e a Guia para o depósito podem ser obtidos no site Caixa (veja link abaixo)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.