FGTS: dados da correção só no dia 17

Somente a partir do dia 17 começam a ser divulgadas, pela Caixa Econômica Federal (CEF), as informações sobre o número de pessoas que têm direito à correção do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e o total de bilhões de reais que isso representa. Da reunião, ontem, em São Paulo, entre as centrais sindicais e técnicos da instituição, ficou a promessa de que esses dados serão anunciados até o fim do mês. Para Luiz Fernando Emediato, da Força Sindical, o encontro foi positivo por ter deixado claro que a Caixa está disposta a ajudar e não vai omitir informações. Na opinião do presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), João Felício, a reunião serviu para "desmascarar" o governo quando ele argumenta que não deve pagar as correções. Segundo Felício, os técnicos da Caixa, "gente do próprio governo", mostraram que o Tesouro Nacional tem uma dívida de quase R$ 38 bilhões com o Fundo.Em Brasília, o ministro do Trabalho, Francisco Dornelles, se reuniu com representantes patronais para discutir como fazer a correção nas contas do FGTS sem usar recursos públicos. Mas, acabado o encontro, nenhuma proposta foi apresentada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.