FGTS: governo afirma estar empenhado

O ministro do Trabalho, Francisco Dornelles, esteve ontem com os presidentes do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Velloso, e do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Paulo Costa Leite, para afirmar que o governo está empenhado em cumprir a decisão que estendeu a todos os trabalhadores a correção nas contas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) relativa a perdas dos Planos Verão e Collor 1. "O ministro revelou-me que o governo está procurando meios e formas de cumprir a decisão de estender a correção a todos", informou Velloso. Dois dias antes do encontro com Dornelles, Velloso tinha recebido o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), João Felicio. Na ocasião, Felicio tinha reclamado que o governo não cumpriu a decisão.Ontem, Velloso disse que pretende marcar um encontro com o presidente Fernando Henrique Cardoso para os próximos dias para tratar da fixação do teto salarial do funcionalismo público. O presidente do Supremo disse que também deverá conversar sobre a correção do FGTS. De acordo com o STJ, Dornelles informou a Costa Leite que o governo apresentará na próxima terça-feira uma proposta às centrais sindicais sobre o pagamento da correção do FGTS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.