FGTS: partido cobra solução do governo

O PPS cobrou hoje do governo uma solução para o impasse em torno do pagamento da reposição das perdas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por conta dos planos Collor I e Verão. A cobrança do partido aos ministros da Fazenda, Pedro Malan, e do Trabalho, Francisco Dornelles, foi feita por meio de ofício assinado pelo presidente do PPS, senador Roberto Freire (PE), e pelos líderes do partido no Senado, Paulo Hartung (ES), e na Câmara, Rubens Bueno (PR). O PPS propõe que o governo corrija imediatamente os débitos de menor valor, que representam 80% das contas e não passariam de 10% do total da dívida que, por sua vez, totaliza em torno de R$ 40 bilhões. Quanto aos débitos das contas de maior valor, os parlamentares do PPS sugerem que sejam negociados e que o pagamento possa ser feito parceladamente. Para os partidários do PPS, o pagamento das perdas, no entanto, não pode comprometer o equilíbrio das finanças públicas, embora a responsabilidade pela correção sejado Tesouro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.