FGTS poderá ser usado em consórcio de imóvel

O trabalhador que deseja adquirir casa própria vai ter mais uma opção para o saldo da conta vinculada do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O Conselho Curador do FGTS aprovou, ontem, a utilização do Fundo de Garantia na compra da casa própria, mediante consórcio de imóveis. A resolução que permite a utilização do FGTS para a compra de imóveis mediante consórcio vai entrar em vigor nos próximos dias e beneficiará os trabalhadores que quiserem complementar o valor da carta de crédito com o FGTS ou também fazerem um lance. Para o uso do FGTS no consórcio, o trabalhador não pode ter outro imóvel no município e nem ter financiamento habitacional. O valor do imóvel que está sendo adquirido não poderá superar a R$ 300 mil. Para que o uso do FGTS no consórcio seja permitido, a administradora terá de ser credenciada pela Caixa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.