FGTS: saldo até 10 mínimos será pago antes

O ministro do Trabalho e do Emprego, Francisco Dornelles, disse hoje que em pelo menos um ponto já se formou consenso entre governo e Força Sindical em relação a correção do saldo do FGTS. Ele admitiu ser possível que os trabalhadores que tenham saldo em suas contas ativas do Fundo de até 10 salários mínimos sejam os primeiros a receber o pagamento determinado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).O ministro não quis antecipar, no entanto, as medidas que o governo está estudando para efetuar o pagamento das demais contas de FGTS. A proposta da Força Sindical atende a 85% dos mutuários do FGTS e envolverá o pagamento de R$ 5,7 bilhões. Apesar da solução apontada pela Força Sindical resolver o problema de 85% das contas do FGTS, serão necessários quase R$ 40 bilhões para que todas as contas do FGTS que têm direito ao reajuste sejam corrigidas. Dornelles disse que até meados de janeiro o Poder Executivo apresentará uma contraproposta, mas insistiu que está descartada a hipótese de se recorrer a recursos do Tesouro. O ministro preferiu não avançar nas propostas e tampouco quis confirmar informações de que o governo estaria estudando o aumento das taxas dos empréstimos e financiamentos habitacionais, como alternativa de capitalização do FGTS. "Não confirmo, nem desminto. Tudo o que está na imprensa é especulação", disse o ministro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.