finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

FGV: 42% das empresas planejam investir mais

A previsão de investimentos para o segundo semestre deste ano é positiva, avalia a Fundação Getúlio Vargas (FGV) na edição de julho da pesquisa Sondagem Conjuntural da Indústria da Transformação - Quesitos Especiais, que entrevistou 1.095 empresas entre os dias 02 a 31 de julho e que foi divulgada hoje. De acordo com o levantamento, 42% das empresas pesquisadas planejam investir mais nos últimos seis meses deste ano, ante o primeiro semestre deste ano, enquanto 19% das companhias programam investir menos, no mesmo tipo de comparação.Em abril, o levantamento mostrava que 34% das empresas pesquisadas pretendiam gastar mais no segundo semestre, do que investiram nos primeiros seis meses do ano; 14% planejavam investir menos, no mesmo tipo de comparação. Ao detalhar esse dado, a FGV informou que, para o segundo semestre deste ano, as previsões são mais favoráveis para os produtores de bens intermediários. "Nos segmentos de bens de capital e de materiais de construção, há um arrefecimento dos investimentos. O conjunto de resultados mostra haver uma relação entre os segmentos que estão com o nível de utilização da capacidade elevado e os que estão com maior ímpeto para investir", informou a instituição em um comunicado.Segundo levantamento, em julho de 2007, 38% das empresas consultadas afirmaram ter investido mais no primeiro semestre deste ano do que o fizeram no semestre imediatamente anterior; enquanto 21% disseram ter investido menos, no mesmo tipo de comparação.

ALESSANDRA SARAIVA, Agencia Estado

20 de agosto de 2007 | 11h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.