FGV: alimentos tiveram altas de preços mais expressivas

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) informou que, ao analisar a movimentação de preços entre os produtos usados para cálculo do Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) na semana até ontem, as altas de preços mais expressivas foram apuradas principalmente no setor de alimentos. No âmbito do indicador, as três elevações de preços mais significativas foram as de batata-inglesa (21,69%); feijão carioquinha (20,49%) e aluguel residencial (0,55%).Ainda segundo a FGV, as quedas de preços mais significativas no IPC-S da semana até ontem foram registradas também no setor de alimentos. As três deflações mais expressivas foram no itens leite tipo longa vida (-9,65%); tomate (-25,15%); e tarifa de eletricidade residencial (-0,84%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.