FGV apura que confiança do consumidor cresce em outubro

Em outubro, os resultados da Sondagem das Expectativas do Consumidor para os próximos seis meses avançaram. Este é o quarto mês consecutivo em que isso acontece. A diferença entre os que apostam em melhoria e acreditam em piora foi a melhor desde janeiro deste ano. Segundo a FGV, "há maior disseminação do otimismo entre a população".A fatia dos entrevistado que aposta numa melhoria do País em seis meses aumentou de 44,6% em setembro para 45,8% em outubro. Já a participação dos que acreditam em piora encolheu de 13,2% para 9,9%.A FGV captou também uma "manutenção na tendência de recuperação da confiança do consumidor brasileiro", iniciada em julho do ano passado. Segundo a Fundação, contudo, de setembro para outubro, o avanço nestarecuperação foi menos intenso do que nos meses anteriores, mas estão bem acima dos resultados de outubro de 2002 e 2003.Em outubro, por exemplo, a parcela dos consumidores que consideravam a situação melhor do que há seis meses recuou ligeiramente, de 18,6% para 17,2%. Comparado a outubro de 2002 e de 2004, os resultados médios deste ano estão superiores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.