Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

FGV: Brasil, Peru e Uruguai viviam 'boom' em outubro

Em outubro, Brasil, Peru e Uruguai estavam em fase de "boom" econômico. É o que revelou hoje a Sondagem Econômica da América Latina, feita pelo Institute for Economic Research at the University of Munich (Instituto IFO) e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). De acordo com a pesquisa, ao se analisar o clima econômico de 11 dos principais países da América Latina de julho a outubro, é possível perceber que os três passaram por uma melhora em seus ambientes econômicos.

ALESSANDRA SARAIVA, Agencia Estado

19 de novembro de 2009 | 10h53

Em julho, cinco países da região estavam em fase de recuperação econômica: Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru. No mesmo mês, foi detectado que seis países estavam em recessão: Argentina, Bolívia, Equador, Paraguai, Uruguai e Venezuela. Já na sondagem mais recente, Brasil, Peru e Uruguai passaram para a fase de "boom", enquanto Argentina e Paraguai saíram da recessão e passaram à fase de recuperação. Segundo o levantamento, a Bolívia está "na fronteira" entre a recessão e a recuperação; Chile, Colômbia e México estão em fase de recuperação econômica; e Equador e Venezuela estão em recessão.

A sondagem, que é trimestral, consultou 142 especialistas em 16 países. Eles foram ouvidos a respeito dos principais problemas que suas economias vêm enfrentando. Entre os itens destacados, estão a falta de confiança nas políticas do governo, a demanda insuficiente, o desemprego, a inflação, a falta de competitividade, as barreiras às exportações, a falta de mão de obra qualificada, o déficit público, a dívida externa e a falta de capital.

Tudo o que sabemos sobre:
economiaBrasilsondagemFGV

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.