FGV: confiança do consumidor sobe 1,1% em julho

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) subiu 1,1% em julho ante junho, na série com ajuste sazonal, após apresentar alta de 2,0% no mês passado em relação a maio. A informação foi divulgada hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), que revisou a taxa de junho de 1,9% para 2,0%. Com o resultado, o desempenho do indicador, que é calculado com base numa escala de pontuação entre zero e 200 pontos, foi de 118,7 para 120,0 pontos, de junho para julho.

SABRINA VALLE, Agencia Estado

22 de julho de 2010 | 08h34

Pela metodologia utilizada, quanto mais próximo de 200, maior o nível de confiança do consumidor. Em seu comunicado, a FGV informou que, em julho, as avaliações dos consumidores sobre o momento atual são as mais favoráveis desde o início da série, em setembro de 2005. Já as expectativas em relação aos meses seguintes ficaram estáveis.

O ICC é dividido em dois indicadores. O Índice de Situação Atual (ISA) avançou 2,9%, ao passar de 131,0 em junho para 134,8 pontos em julho - um recorde histórico. O Índice de Expectativas (IE) ficou praticamente estável, ao passar de 112,0 para 112,1 pontos, no melhor resultado desde maio de 2008.

Ainda segundo a fundação, o ICC subiu 8,3% em julho na comparação com igual mês em 2009. No mês passado, o indicador havia avançado de forma mais intensa, registrando alta de 10% em relação a junho de 2009. O levantamento da FGV abrange amostra de mais de 2 mil domicílios, em sete capitais brasileiras. A pesquisa foi feita entre os dias 30 de junho e 19 de julho deste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
confiançaconsumidorICCFGV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.